quinta-feira, 31 de maio de 2012

PM PRENDE DOIS ACUSADOS DE TRÁFICO DE DROGA EM SANTA MARIA DO URUARÁ

Policiais Militares do Destacamento da Comunidade de Santa Maria do Uruará, município de Prainha/PA, prenderam em flagrante no início da madrugada do último dia 27, domingo, os cidadãos Cleiton Marques Borges, 29 anos, e Derick Leonan Pedroso da Costa, 22 anos, ambos residentes em Santa Maria do Uruará, acusados do crime de tráfico de droga.
Segundo informações da polícia de Prainha, os dois acusados já estavam sendo investigados pelos policiais pela prática de tráfico de droga, e na noite de sábado para domingo, durante a realização de um arraial na Igreja de Santa Maria, os acusados estavam em uma motocicleta Honda/Biz quando foram abordados pelos policiais e, dentro do baú da moto, foi encontrado um recipiente de fermento Royal contendo 35 ‘trouxas’ de pasta de cocaína. Eles receberam voz de prisão e confessaram o crime.
Do Destacamento Militar de Santa Maria de Uruará, os acusados foram levados para a Delegacia de Polícia Civil de Prainha, onde foram autuados em flagrante pelo Delegado Germano do Vale, que está respondendo por aquela Delegacia, e indiciados por tráfico de droga e associação ao tráfico de droga.
O flagrante foi homologado e mantido pelo Juiz de Direito daquela Comarca, que determinou a transferência dos acusados para a cadeia do Sistema Penal em Santarém. Eles chegaram na madrugada de hoje em Santarém, escoltados pelo Delegado Germano do Vale, e foram entregues na Central de Presos Provisórios.
Cleiton Marques Borges
Derick Leonan Pedroso da Costa
35 'trouxas' de pasta de cocaína estavam no baú da moto

CASAL SEPARADO SE UNE PELO TRÁFICO DE DROGA E ESTÁ NA CADEIA

Policiais Militares do serviço reservado prendeu em flagrante o casal José Augusto Duarte dos Santos, vulgo ‘Capixaba’, 39 anos, residente na Rua D, nº. 74, bairro São Francisco; e Maria Rosilene Pinto Mota, vulgo ‘Lene’, 37 anos, residente na Rua Vitória Régia, nº. 900,  bairro amparo, todos em Santarém/PA, acusado de tráfico de droga, associação ao tráfico de droga e porte ilegal de arma de fogo de uso permitido.
José Augusto Duarte dos Santos - ‘Capixaba’
Maria Rosilene Pinto Mota - ‘Lene’
A prisão do casal aconteceu no dia de ontem, 30, por volta das 18:30 horas, sendo que ‘Lene’ foi presa no início do ramal da ‘toca da raposa’, que dá acesso ao bairro santarenzinho, e ‘Capixaba’ foi preso em sua casa no bairro São Francisco.
Segundo a polícia militar, o casal, que estaria separado, já estava sendo monitorado há semanas, visto que ‘Lene’ visitava a casa de ‘Capixaba’ pelo menos duas vezes por semana, onde se reuniam para manipular droga e confeccionar as ‘trouxas’ para distribuição e venda. A droga era para abastecimento de ‘bocas de fumo’ , principalmente do bairro santarenzinho.
No dia de ontem, os policiais ficaram com os ‘olhos bem arregalados’ para a casa de ‘Capixaba’ e viram quando ‘Lene’ chegou de mototáxi pela parte da manhã, entrou e ficou ali até por volta das 18:00 horas, e quando saiu, foi seguida pelos policiais e foi abordada no início do ramal da ‘toca da raposa’. Ela seguia de mototáxi para o bairro santarenzinho, quando foi presa em flagrante transportando uma balança digital de precisão, dinheiro e telefone celular. Interrogada, ‘Lene’ confessou a participação na prática do crime e retornou para a casa do ‘ex’, onde ‘Capixaba’ também foi preso em flagrante. Ele duvidava que a polícia o prendesse em flagrante.
Na casa de ‘Capixaba’ os policiais apreenderam 136 ‘trouxas’ de pasta de cocaína, óxi (cocaína em pedra), três mil reais em dinheiro, um revólver calibre 38, e muito material e substâncias usados na manipulação de droga e confecção das ‘trouxas’ para venda.
O casal foi levado para a 16ª Seccional, onde foi autuado em flagrante pelo Delegado Djalma Pereira e indiciado por tráfico de droga, associação ao tráfico de droga e porte ilegal de arma de fogo.
Interrogado, o casal confessou o crime, até porque não tinha como negar. Ele será transferido na manhã de hoje para a ‘Penitenciária de Cucurunã’.
 O casal se separou de corpos mas se uniu pelo tráfico de droga
Muita droga, dinheiro e arma de fogo foram apreendidos com o casal

MELIANTE FOI PRESO QUANDO JOGAVA A DROGA PARA SE LIVRAR DO FLAGRANTE

Investigadores da Polícia Civil, sob o comando do Chefe de Operações da 16ª Seccional de Santarém/PA Hélio Rego Pereira, prenderam em flagrante no final da tarde de ontem, 30, o cidadão Pablo Ruan Trindade de Oliveira (foto), 24 anos, residente na Rua Castelo Branco, nº 342, bairro santarenzinho, em Santarém, acusado de tráfico de droga.
Segundo os policiais civis que participaram da prisão, era por volta das 16:00 horas, quando avistaram um indivíduo alcunhado por 'Piu', conhecidíssimo da polícia, pedalando uma 'magrela' pela Travessa Barjonas de Miranda, bairro Aparecida, em direção do campo do américa, e logo desconfiaram e resolveram segui-lo, visto que ele é viciado em droga.
Quando rastejavam o viciado, apareceu Pablo Ruan numa motocicleta com um outro indivíduo na garupa, que também é conhecido da polícia pela prática de furto, e ficaram só 'abicorando' qual era o esquema, e logo desconfiaram que era negociação de droga, visto que 'Piu' é viciado e Pablo é traficante, então, uniu 'a fome com a vontade de comer'.
Os investigadores, que estavam em um carro particular, ficaram bem próximo e viram quando 'Piu' entregou uma amarelinha (nota de R$20,00) para Pablo, que deixou o comparsa fazendo companhia para 'Piu' e saiu, retornando logo em seguida, e quando passava duas 'cabeças' de droga para 'Piu', os policiais fizeram a abordagem.
'Piu' e Pablo tomaram um susto e quase tiveram um infarto, pois jamais desconfiaram que os policiais estavam observando tudo. 'Piu' foi agarrado, e Pablo tentou fugir na moto mas caiu de tanto nervoso, e na tentativa de se livrar do flagrante, correu e jogou um pacote para cima do telhado de uma das casas próximas, mas não foi muito longe, visto que um dos policiais está em ótima forma física e o alcançou rápido, levando-o ao local onde jogou o pacote. Depois de muito trabalho, os policiais, com a ajuda de uma vara, conseguiram retirar o pacote do telhado e constataram que tinha 26 'trouxas' de pasta de cocaína e Pablo recebeu voz de prisão. Com ele também foi encontrado os R$20,00 do 'Piu' e mais uns trocados que estavam no bolso.
Levado para a 16ª Seccional, Pablo Ruan foi autuado em flagrante pelo Delegado Djalma Pereira e indiciado, mais uma vez, por tráfico de droga. Ele nega, por todos os santos, que a droga não era sua.
Pablo será transferido para a 'Penitenciária de Cucurunã' na manhã de hoje.

terça-feira, 29 de maio de 2012

POLÍCIA MILITAR PRENDE DOIS FORAGIDOS DE MANAUS

Integrantes do Serviço Reservado da Polícia Militar, prenderam na manhã de hoje, 29, dois foragidos da justiça da Comarca de Manaus/AM, identificados por: Francisco Carlos Monteiro de Albuquerque, vulgo 'Carlos' ou 'Pretinho', 33 anos, residente na Avenida Manaus 2000, nº. 2808, Distrito Japiin II, Manaus/AM; e Leandro Marcílio Roque, vulgo 'Baixinho', 30 anos, residente na Rua 6, nº. 17, bairro Jorge Teixeira, 4ª Etapa, Manaus/AM.
Os dois 'bonitinhos' foram localizados e presos em uma casa alugada na Rua Imbaúba, próximo ao campo do maresia, no bairro uruará, em Santarém/PA.
Contra 'Pretinho' e 'Baixinho' existiam dois Mandados de Prisão em aberto, um expedido pelo Dr. José Renier da Silva Guimarães, Juiz de Direito da Vara de Execuções Penais da Comarca de Manaus/AM, e outro expedido pelo Dr. Gérson Marra Gomes, Juiz de Direito titular da 10ª Vara da Comarca de Santarém/PA.
Segundo a polícia, os dois estavam presos na 'Penitenciária Puraquequara' em Manaus, acusados dos crimes de roubo, tráfico de droga e associação ao tráfico de droga, mas saíram temporariamente e não encontraram o caminho de volta para aquela casa penal, pelo menos voluntariamente, porque agora eles vão retornar coercitivamente.
Eles foram transferidos na noite de hoje para a 'Penitenciária de Cucurunã', onde ficarão à disposição da justiça.
Francisco Carlos Monteiro de Albuquerque, vulgo 'Carlos' ou 'Pretinho
Leandro Marcílio Roque, vulgo 'Baixinho'

POLÍCIA CIVIL PRENDE O MATADOR DO POLICIAL MILITAR DE CURUÁ

Uma equipe de policiais civis do NAI (Núcleo de Apoio à Investigação) de Santarém/PA, sob o comando do Delegado Silvio Birro Duarty Neto, prendeu o cidadão José Luiz Gonçalves de Siqueira Filho, vulgo 'Luiz', 33 anos, que residia atualmente na Rua Cipó Alho, nº 168, bairro Jorge Teixeira, Manaus/AM.
José Luiz Gonçalves de Siqueira Filho, vulgo 'Luiz'.
A prisão de 'Luiz' se deu em cumprimento a um Mandado de Prisão Preventiva expedido pelo Juiz da Comarca de Óbidos/PA, nos autos do processo criminal que investigou a morte do Soldado da Polícia Militar do Estado do Pará, Paulo Celso Pereira Rego. A prisão aconteceu na cidade de Manaus.
Delegado Silvio Birro apresenta o assassino (réu confesso) à imprensa santarena
O SD PM Celso foi assassinado à tiros no dia 09.08.2006, nas dependências do Destacamento da Polícia Militar da cidade de Curuá/PA.
SD PM Celso foi assassinado covardemente por 'Luiz'. (foto cedida pela família)

segunda-feira, 28 de maio de 2012

SUMIÇO DE CELULAR QUASE TERMINA EM TRAGÉDIA NO SÃO CRISTOVÃO

O crime aconteceu por volta das 22:00 horas do último sábado, 26, no bairro São Cristovão, em Santarém/PA, quando o cidadão Leandro Figueiredo Pereira, 27 anos, residente na Rua São Cristovão, nº. 500, bairro São Cristovão, já ‘até o bico’ e chamando ‘pra cachorro cacho e pra Jesus Genésio', de posse de uma faca e de um terçado, quase mandou dois descerem na corda azul.
Segundo as vítimas, no início da noite daquele dia, houve o desaparecimento de um telefone celular, aí começaram a procurar pra cá, procurar pra lá, e passaram a desconfiar de Leandro, que não seria muito confiável perante os vizinhos.
A vítima Jamile Maria Mascarenhas, 24 anos, teria ido até o acusado e perguntado se ele tinha ‘pegado por engano’ o telefone celular de seu sobrinho. Essa pergunta teria sido o estopim para o início de uma grande confusão que por pouco não terminou em tragédia, quando Leandro enfurecido teria dito que não era ladrão e só não chamou Jamile de santa, que para se defender, teria desferido uma frigideira na testa do acusado, que ficou mais doido ainda, indo até sua casa, pegado uma faca e retornado até Jamile, desferindo duas furadas, e só não ‘terminou o serviço’ porque a outra vítima, o senhor Elder dos Santos Cardoso, de 42 anos, teria interferido na confusão e recebido uma terçadada na cabeça, ficando desacordado por alguns minutos e só não foi assassinado devido a interferência de populares que teriam colocado o acusado pra correr à base de tijoladas e pauladas.
As vítimas foram socorridas por uma equipe do SAMU e levadas para o Pronto Socorro Municipal, onde receberam o atendimento médico de urgência.
A Polícia Militar, sob o comando do Cabo Eloy, foi ao local e, com a ajuda de um popular ‘dedo duro’, conseguiu prender o acusado em flagrante e apreender a arma do crime.
Levado para a 16ª Seccional, Leandro, exibindo uma brecha na testa devido a frigideirada que recebeu, foi apresentado para o Delegado Jardel Guimarães, que o autuou em flagrante por homicídio tentado.
As vítimas nem esperaram o médico liberá-las do PSM, saíram por contra própria e foram direto para a 16ª Seccional, ainda com soro no braço, para prestarem depoimento e acusar mais ainda Leandro, que também confirmou a prática das lesões, mas alegou legítima defesa porque, segundo ele, quase foi pra ‘cidade dos pés juntos’ com a frigideirada que recebeu na cabeça.
Leandro foi transferido para a 'Penitenciária de Cucurunã' na manhã de domingo.
Leandro Figueiredo Pereira

'PEIXE' PRATICAVA O 'DISK-DROGA' E CAIU NA MALHADEIRA DA POLÍCIA

'Peixe’ se apavorou ao avistar uma viatura policial, empreendeu fuga na moto, caiu, se machucou bastante e ainda foi tarrafeado pela Polícia Militar.
Com essa trajetória dramática o cidadão Leandro Reinaldo da Silva Santana (foto), vulgo ‘Peixe’, 23 anos, residente na Rua Muiracatiara, nº. 189, bairro santarenzinho, em Santarém/PA, foi preso em flagrante. Sua prisão aconteceu por volta das 20:00 horas do último dia 26, sábado, na Avenida Cuiabá, ao lado da cosanpa, bairro esperança, acusado de tráfico de droga.
Segundo os militares que efetuaram a prisão, a viatura comandada pelo Cabo Ivan fazia ronda pela Avenida Cuiabá, e quando passava próximo ao terminal rodoviário, avistaram quando um cidadão pilotando uma motocicleta, olhou para a viatura e saiu em fuga, em alta velocidade e foi na direção da ponte do igarapé do irurá, que fica por trás da Cosanpa.
Suspeitando da atitude do motoqueiro, visto que não é normal pessoas de boa índole e que não devem ‘nenhum tostão pra dona justa’, terem esse comportamento, saíram em busca do ‘desesperado’ e quando desceram em uma via que dá acesso ao bairro santarenzinho, pela ponte do irurá, se depararam com o acusado já ao chão e a moto caída mais adiante.
Quando avistou os ‘homens’, o acusado, ainda cambaleando do tombo, tentava fugir retirando algo de dentro do ‘porão’ (cueca) e jogou, e quando foi abordado, nada de ilícito foi encontrado em seu poder, apenas um telefone celular, que alegou ser de uso pessoal e que tentou fugir porque sua moto estava atrasada e outras desculpas esfarrapadas.
‘Passados na casca do alho’, os militares não se deram por vencidos e, com uma lanterna ‘3 elementos’, passaram a fazer uma verdadeira varredura no local, onde encontraram uma ‘trouxa’ de pasta de cocaína. Aí a história mudou, o acusado ficou nervoso, e com ‘uma dança de rato e sapateado de catita’ alegou que era viciado e que aquela única ‘cabeça’ era para consumo.
Todo ‘ralado’ e ‘cachingando’, o acusado foi detido e levado, juntamente com a motocicleta, para a 16ª Seccional, onde foi apresentado para o Delegado Domingos Djalma Pereira.
Quando estava sendo feita sua apresentação, seu telefone começou a tocar insistentemente e com chamadas diferentes, até que os policiais civis, ‘que desconfiam de tudo e de todos’, resolveram atender o telefone se passaram pelo acusado, e para surpresa, todas as ligações eram pedindo droga com entrega em domicílio e em locais programados.
Os policiais ‘não perderam o rebolado’ e resolveram ‘desmascarar’ o acusado, que jurava de ‘pés juntos’ que era viciado e não traficante, e saíram à caça dos compradores, localizando três deles, quando dinheiro e telefones celulares foram apreendidos, inclusive, um deles pediu droga de dentro do Pronto Socorro Municipal.
Em depoimento, todos disseram que iriam comprar droga e que não era a primeira vez que compravam droga do ‘Peixe’, inclusive afirmaram ‘na lata dele’ e a ‘casa caiu...’, recebendo voz de prisão do Delegado.
Mesmo com todas as provas e testemunhas à sua frente, ‘Peixe’ negava, chorando, ser traficante de droga, e mesmo assim foi autuado em flagrante. Ele foi transferido na manhã de ontem, domingo, para a ‘Penitenciária de Cucurunã’, onde ficará à disposição do Poder Judiciário, e possivelmente ficará no setor de piscicultura daquela casa penal.